Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

17
Fev18

Tanque (ou chafariz) de Outeiro, Bragança

JL

Na zona de Bragança, os chafarizes para os animais, em geral, são chamados de tanques. Apesar de já (quase) não haver animais, estes monumentos ainda resistem, agora como elemento meramente decorativo das ruas ou praças das aldeias. Não é o que se passa com este, em Outeiro. Ao aproximar-me, para o fotografar, foi com agradável supresa que reparei na grande quantidade de peixinhos vermelhos, brancos e pretos que lá habitam. Uma ideia que devia ser seguida por mais aldeias!

O tanque data de 1928, como se pode ainda ver na coluna onde está também a "bica".

IMG_8170.jpgIMG_8169.jpg

IMG_8172.jpg

IMG_8174.jpg

Outras fontes em Outeiro: Fonte do Olmo, Fonte da Cancela e um Fontanário.

15
Fev18

Fonte do Olmo, Outeiro, Bragança

JL

Com vista para a única basílica transmontana, na bonita aldeia de Outeiro, situa-se esta Fonte de mergulho, atualmente protegida com uma grade de ferro. Como se pode facilmente comprovar pelas fotografias, as suas águas estão impróprias para consumo. 

Outras fontes desta localidade: Fontanário na antiga Estrada Nacional 218, Tanque e Fonte da Cancela.

IMG_8168.jpg

IMG_8165.jpg

IMG_8167.jpgIMG_8163.jpg

Outras fontes nesta localidade:  TanqueFonte da CancelaFontanário

14
Fev18

Fonte dos Amores, Óis da Ribeira, Águeda

JL

É impressionante a quantidade de fontes que encontro como o nome de "Fonte dos Amores". Não é de estranhar. Noutros tempos, as fontes desempenhavam um importante papel social. Enquanto se esperava que o cântaro se enchesse, convivia-se, conversava-se e sabia-se dos mexiricos de então. Estas fontes dos amores ficavam, normalmente, mais afastadas das localidades. Longe do controle dos mais velhos, os mais novos  aproveitavam para trocar olhares mais discretos e sabe Deus o que mais... 


Sobre esta fonte, há que referir que foi construída em 1967, por oferta do benemérito José Valentim Pinheiro Estima (ainda vivo). Foi deslocalizada em 2009, uns 5 a 6 metros, por estar a ser prejudicada pelas raízes das árvores. É a única, das três fontes de Óis, que está (digamos) ativa, por se localizar no parque da pateira. (Fonte: d´Ois por três)

 

Feliz dia do amor! 

IMG_7405.jpgIMG_7406.jpg

IMG_7403.jpg

Outras fontes, nos arredores: Fonte dos amores, em Requeixo; Fonte do Parque de merendas da Pateira de Espinhel; Chafariz do Largo; Fonte de Santo António.

13
Fev18

Domus Municipalis, Bragança

JL

A Domus Muncipalis de Bragança é um monumento que data, provavelmente, do primeiro terço do século XV, tal como o castelo. Contudo, a cisterna deve ser anterior ao restante edifício, muito provavelmente do século XII ou XIV. Começou por ser chamada de cisterna, até ao final do século XIX, quando passou a ser denominada da forma como hoje a conhecemos. É um monumento singular (e ainda enigmático) da arquitetura românica civil. As denominações primitivas, nomeadamente a partir de 1446, indicam que os objetivos que presidiram à sua edificação seriam, essencialmente, de ordem utilitária: armazenar águas pluviais e nascentes.  No entanto, a partir de 1510 já aparece referido como a "casa do concelho".

É constituída por dois corpos distintos: uma cisterna, na parte debaixo do pavimento, e o extra-dorso da abóbada de berço, que cobre a cisterna, formando o pavimento lajeado do salão. É este espaço arquitetónico superior, constituído pelo salão fenestrado, que empresta originalidade à edificação brigantina. Se não podemos concluir que esta "parte aérea" tenha sido edificada para servir especificamente como Paços do Concelho (Casa da Câmara), também não podemos afastar a hipótese de o "salão" ter sido utilizado, logo que acabado, para nele se realizarem reuniões dos "homens bons". Sabemos que nos primeiros anos de quinhentos se dá a "municipalização (edilização) efectiva da Domus" (como o demonstra um doc. de 1503).

Está classificada pelo IPPAR, como Monumento Nacional, desde 1910.

Fonte: C.M. de Bragança

IMG_0142.jpg

IMG_7103.jpg

IMG_7104.jpg

 Um aspeto da Domus, antes das obras de restauro, que aconteceram por volta de 1930, e lhe devolveram a arquitetura original:  

Domus.jpg

Em Património no Território encontramos uma planta da Domus:

index.jpg

 Mais informações em SIPA

 

Outras fontes em Bragança: Tanque de S. Vicente, Tanque do LoretoTaça do peixe, Jardim António José de Almeida, Fonte da Rainha, Fonte dos Alfaiates, Fonte da Avelaina, Fonte das FontainhasFonte do JorgeRotunda do SaborRotunda dos Touros

12
Fev18

Fonte da Variante, Angeja, Albergaria-a-velha

JL

É a fonte mais recente que eu fotografei, até agora. Data de setembro de 2017. Mesmo assim, já apresenta a indicação que a água não é potátel. É por isso que eu acho que há um uso exagerado desta informação. Algumas até serão mas eu acredito que este seja o modo que as Câmaras têm para evitarem ser julgadas em Tribunal, em caso de problemas com a saúde das pessoas. 

IMG_7143.jpg

est

10
Fev18

Juventude ou Menina Nua, Porto

JL

Situada no Centro da Avenida dos Aliados, no Porto. A maior parte das pessoas passaa por ela e nem se apercebe que é uma fonte. Data de 1929.

Mais uma colaboração da minha irmã, Isa Lopes. 

Photo 26-01-18, 15 09 24.jpg

Não há nada mais frustrante, quando estamos de passagem em algum lugar, em encontrarmos pessoas paradas junto aos monumentos, a estragar as nossas fotografias! 

09
Fev18

Fontanário de Loure, Albergaria-a-Velha

JL

Este fontanário fica na pequena freguesia de Loure, num largo bem bonito, como se pode ver pela casa que está atrás, nesta fotografia. Infelizmente, tal como a maior parte dos centros históricos do país, está um pouco abandonado.

IMG_7118.jpg

IMG_7114.jpg

 O fontanário foi pintado em 2016, pelo senhor Silva, como se pode ver por esta nota de péssimo gosto: 

IMG_7115.jpg

 

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D