Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

30
Abr18

Fonte do Cais, Praça da República, Condeixa-a-Nova, Coimbra

JL

Recentemente, acompanhei um grupo de alunos, do 12º ano, numa visita de estudo a Condeixa e Coimbra. Além de recordar um pouco a vida e obra de Fernando Namora deu, também, para visitar, pela primeira vez, esta agradável cidade do distrito de Coimbra. 

Na Praça da República, em pleno centro da vila, encontrei esta curiosa fonte, que merecia mais atenção das autoridades competentes, uma vez que, nessa mesma Praça, houve melhorias, há pouco tempo.

Apesar de ser chamada fonte pelos locais, na realidade, o que passa(va) ali é um caudal de um pequeno rio (Rio do Cais), com início na Ribeira de Alcabideque até à Quinta do Travaz. Como se pode ver pelas fotografias, data de 1928 e está decorada por alguns painéis de azulejos, de onde se destaca uma cesta de flores, semelhenta à que aparece no brasão da vila. Além da parede, por onde a água passa, é composta por um tanque grande, ladeado por canteiros de flores, e cujo acesso se faz através de uma dupla escadaria. Em ambas as paredes, é visível a abertura, por onde a água passa. Neste momento, está sem água, o que é de estranhar, tendo em conta a muita chuva que caiu nos últimos meses. Infelizmente, por outro lado, o lixo já se vai juntando por ali...

IMG_0663.jpg

IMG_0664.jpg

IMG_0665.jpg

IMG_0666.jpg

IMG_0668.jpg

Data de 1928.

GPS: 40.1141591,-8.4987926

Outras fontes nesta localidade: Chafariz na Praça da República, Fonte dos Amores, Fonte das Bicas, Chafariz

 

29
Abr18

Fonte do Vale, Paçó de Rio-Frio, Bragança

JL

Com esta fonte de mergulho termino o levantamento das principais fontes de Paçó. Além das que já aqui publiquei, há mais duas ou três, em terrenos particulares, para as quais terei de pedir autorização aos respetivos donos. 

A Fonte do Vale, tal como as restantes da aldeia, está também desativada, apesar de ainda continuar a ter água. Atualmente, apresenta umas portas de gosto duvidoso, para segurança das pessoas. Segundo a minha mãe, junto a esta fonte existiram, em tempos, uns lavadouros que eram usados pelos vizinhos mais próximos, apesar de não haver muitos, para aqueles lados da aldeia. Quando a água faltava, no verão, as pessoas dirigiam-se aos outros lavadouros, da Mina do Vale. O aspeto mais antigo dela, pode ser visto numa das primeiras publicações que aqui fiz.

Por estar praticamente enterrada no solo lembro-me de, em miúda, acharmos piada poder subir para a sua cobertura, para desespero dos adultos! 

IMG_1564.jpg

IMG_1560.jpg

IMG_0301.jpg

IMG_0303.jpg

Outras fontes nesta localidade: TanqueFonte FundaFonte NovaFonte de mergulho particularFonte das CortinhasMina do ValeCharcaFonte da Casa dos VarandasFonte das Nogueiras, Poço da escola.

28
Abr18

Poço na antiga escola primária de Paçó de Rio-Frio, Bragança

JL

 

Junto à antiga escola primária da aldeia, encontramos este poço muito bem tratado e recuperado. Dizem que a água era muito boa, apesar de não se conhecerem análises à mesma. Atualmente, pouca gente se serve dele. É que, tal como a maior parte destas escolas, construídas durante o Estado Novo, nos anos 50, encontra-se, agora fechada. Durante algum tempo, serviu de sede a uma associação local que, depois de se mudar para novas instalações, instalou aqui o museu da aldeia.

No lugar onde esta escola se encontra existiu, desde a primeira década do século XX, uma outra escola. É bem provável que o poço já seja também desse tempo. Até porque a professora habitava na escolam dormindo num dos quartos existentes e necessitando de água para cozinhar. Esta zona da aldeia (Eiras) tem bastantes nascentes naturais, como comprovam as três fontes que existem, um pouco mais abaixo.

IMG_0306.jpgIMG_0309.jpg

IMG_1547.jpg

 

IMG_1546.jpg

 

IMG_0304.jpgIMG_1545.jpg

 

IMG_7967.jpg

Curiosidade: No mesmo espaço exterior, do Museu, também se encontra esta antiga "malhadeira", usada na altura da ceifa ("segada", para os locais).

IMG_0307.jpg

Outras fontes nesta localidade: TanqueFonte FundaFonte NovaFonte de mergulho particularFonte das CortinhasMina do ValeCharcaFonte da Casa dos VarandasFonte das Nogueiras.

 

27
Abr18

"Cegonha", Paçó de Rio-Frio, Bragança

JL

Muito comum em terras de Trás-os-Montes, e também de vital importãncia noutros tempos, as cegonhas, como aqui são chamadas, ainda vão sendo úteis, um pouco por todo o lado. A maior parte delas, era utilizada para trazer água até à superfície com o fim de regar alguma horta ou terreno circundante. 

IMG_0213.jpgIMG_0216.jpg

Outras fontes nesta localidade: TanqueFonte FundaFonte NovaFonte NovaFonte de mergulho particularFonte das CortinhasMina do ValeCharcaFonte da Casa dos VarandasFonte das Nogueiras.

 

 

26
Abr18

Tanque (Chafariz) de S. Vicente, Igreja de São Vicente, Bragança

JL

Esta é, na certa, a fonte que mais vezes vi na minha vida, em virtude de ter vivido, junto a ela, durante os meus primeiros 18 anos de vida. Não só tinha de passar à sua frente, quando ia e voltava para casa, como também íamos aí beber água, ou refrescarmo-nos, nos dias mais quentes do verão, durante as nossas brincadeiras, no Largo do Principal ou quando nos sentávamos nos bancos da Igreja de São Vicente. Nessa altura, muito mais bonito do que agora... Mesmo o próprio tanque, tinha uma figueira na parte de trás, que, além de figos muito cobiçados pelos miúdos das redondezas, fazia um contraste colorido bem bonito, com o granito da fonte e o branco da igreja. 

No alto do tanque podemos ver as armas reais e a seguinte inscrição latina, que aponta o ano de 1746, como ano da sua construção:

PURPUREOS FONTES ODI

UM RESERAUIT A DOMINUM

NUNCIAA CRYSTALLOS HIC

TIBI VERTITAMOR

EXPENSIS PUBLICIS

ANNO DOMINI

M.D.CC.X.L.V.I

 

IMG_0174.jpgIMG_0173.jpgIMG_0175.jpg

GPS: 41.8053079,-6.7527469

Outras fontes em Bragança: Domus MunicipalisTanque do LoretoTaça do peixe, Jardim António José de AlmeidaFonte da Rainha, Fonte dos Alfaiates, Fonte da Avelaina, Fonte das FontainhasFonte do JorgeRotunda do SaborRotunda dos Touros

25
Abr18

Fonte de mergulho, Quintas do Corisco, Torre de Moncorvo

JL

A minha amiga Isabel Mateus enviou-me esta fotografia, de uma fonte na sua terra natal. É muito semelhante a outras que já partilhei por aqui, pois existem, em grande quantidade, um pouco por todo o distrito de Bragança. Infelizmente, a maior parte delas está praticamente abandonada e os terrenos à sua volta apresentam-se por limpar. Algumas nem estão assinaladas o que poderá criar algum perigo, aos mais distraidos. 

 

IMG_20180411_185517.jpg

 

IMG_20180411_185503.jpg

 

23
Abr18

Fonte particular, na Quinta dos "Escacha-Nozes", Bragança

JL

Localiza-se "Além do Rio", no bairro que fica do outro lado do rio Fervença. Noutros tempos, a maior parte da cidade localizava-se na sua margem esquerda e esta era uma zona pouco atrativa, por ser das mais pobres de Bragança. Graças ao Programa Polis, que interviu na despoluição do rio e dotou a área com um percurso pedestre através de um "passadiço" ao longo do rio, temos agora um bairro peculiar, com as suas ruas estreitas e uma vista privilegiada sobre o castelo e toda a cidadela. Por outro lado, conseguimos, também, avistar as várias fontes que ficam ao longo do percurso deste rio.

Em relação aos donos do terreno, poucos dados tenho sobre os mesmos.

 

IMG_0101.jpg

 

IMG_0102.jpgIMG_0103.jpg

Outras fontes em Bragança: Domus MunicipalisTanque de S. VicenteTanque do LoretoTaça do peixe, Jardim António José de Almeida, Fonte da Rainha, Fonte dos Alfaiates, Fonte da Avelaina, Fonte das Fontainhas, Fonte do JorgeRotunda do Sabor, Rotunda dos Touros.

 

22
Abr18

Rotunda dos touros, Bragança

JL

Quase todas as cidades têm, hoje em dia, imensas rotundas, que ajudam a escoar o trânsito. Infelizmente, grande parte delas estão desleixadas e descuidades. Bragança é uma boa exceção. Há rotundas para vários gostos mas, a maior parte delas, homenageia as gentes e a cultura transmontana. Algumas dessas rotundas têm também a água como elemento decorativo. É o caso da Rotunda do Sabor e da Rotunda do Lavrador, mais conhecida pela Rotunda dos touros, por estar construida numa zona onde, antigamente, se realizavam "achegas de touros". 

Data de 2001 e é da autoria de Rui Anahory.

IMG_0193.jpgIMG_0185.jpg

IMG_0195.jpg 

Outras fontes em Bragança: Domus Municipalis, Tanque de S. VicenteTanque do LoretoTaça do peixe, Jardim António José de Almeida, Fonte da Rainha, Fonte dos Alfaiates, Fonte da Avelaina, Fonte das Fontainhas, Fonte do JorgeRotunda do Sabor.

 

21
Abr18

Fonte do Jorge, Bragança

JL

Localiza-se numa das extremidades da ponte do Jorge, sobre o rio Fervença, a sul das muralhas da Cidadela, o que facilita, infelizmente, o vandalismo. Está construída com pedras de granito trabalhado, com alguns motivos decorativos. Na parte superior da fonte pode ver-se o escudo da cidade de Bragança, esculpido num bloco de granito. Além do espaldar frontal, apresenta, numa das suas laterais, uma pequena pia batismal semelhante à das igrejas. Segundo o Abade de Baçal, as suas águas eram boas para a bexiga. Reza a lenda que aqui foi batizado um rei...

A ponte data de 1556, pelo que é bem provável que a fonte seja da mesma época... 

IMG_0131.jpgIMG_0126.jpgIMG_0125.jpgIMG_0123.jpgIMG_2486.jpg

GPS: 41.8006426,-6.7488975

Data: Século XVI

Outras fontes em Bragança: Domus Municipalis, Tanque de S. VicenteTanque do LoretoTaça do peixe, Jardim António José de AlmeidaFonte da Rainha, Fonte dos Alfaiates, Fonte da Avelaina, Fonte das Fontainhas, Rotunda do Sabor, Rotunda dos Touros.

Pág. 1/3

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D