Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

21
Jul18

Chafariz antigo, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

Perto do balneário da Rainha D. Amélia encontrei este antigo chafariz. No dia em que o fotografei, não estava a funcionar. Não sei se foi só nesse dia ou se, por norma, está sem água. É uma pena: nem todas as localidades se podem gabar de ter um chafariz com a data de 1639.

IMG_3137.jpgIMG_3136.jpg

IMG_3138 (1).jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São MartinhoJato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

19
Jul18

Fonte de águas termais, São Pedro do Sul, Viseu

JL

Numa das laterais do Balneário Rainha D. Amélia, encontramos esta fonte de águas termais. Mais uma vez, a água encontra-se a 68,7ºC, bem visível no inverno, devido à diferença térmica entre a mesma e o ar. No verão, só colocando a mão na água é que notamos a temperatura da mesma. 

 

IMG_3134.jpg

IMG_3133.jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São MartinhoJato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

18
Jul18

Fonte na Estrada Nacional 2, Km 714,6, Alportel, Faro

JL

A propósito do Grande Prémio Portugal Nacional 2, que por esta hora se inicia em Chaves, publico a contribuição de um amigo, apaixonado não só pelas bicicletas como também por esta estrada nacional. A acompanhar as fotografias, enviou o seguinte texto:

Um dos parques de descanso/merendas, com fonte e bebedouro situado na Estrada Nacional 2 (EN2)*, este, já desativado e vandalizado, situa-se ao Km 714,6 em plena serra do Caldeirão já próximo de S. Brás de Alportel. Não consigo saber a data de construção, mas existe nas proximidades uma casa que data de 1944 e que foi habitação do cantoneiro: homem que fazia a manutenção da estrada e do parque. Logo, o parque deve ser mais ou menos da mesma altura.

Sobre a Estrada Nacional 2:

* Foi Estrada Real nos finais do séc. XIX. Em 1884 era a Estrada Distrital N128 e o seu percurso ia de Faro a Castro Verde; em 1910 era a Estrada Nacional N17 e o seu percurso já ia de Faro a Beja. Posteriormente foi a Estrada Nacional N19-1 assumindo, definitivamente, o título de Estrada Nacional 2, em 1944. Esta, faz a ligação entre Chaves e Faro num percurso vertiginoso pela espinha dorsal do país. Os 738,5 km fazem dela a mais extensa estrada nacional e da Europa e a 3ª maior estrada do mundo. É a única que atravessa Portugal de lés a lés, passando por 11 distritos e 34 concelhos.

Obrigada, Jorge, mais uma vez, pela tua contribuição!

IMG_20180705_095709.jpg

IMG_20180705_095651.jpg

IMG_20180705_095630.jpg

IMG_20180705_095731.jpg

IMG_20180705_095744.jpg

IMG_20180705_095758.jpg

17
Jul18

Fonte na Praça Rainha D. Amélia, São Pedro do Sul, Viseu

JL

Na Praça Rainha Dona Amélia, a zona mais central das termas, fica o balneário com o nome da antiga monarca portuguesa. Junto à entrada do mesmo, encontramos uma pequena fonte, em forma de taça, com uns repuxos ao seu lado, que saem do chão, todos eles com água da nascente, ou seja, a 68,7ºC. Estas águas têm como característica principal serem muito mineralizadas, com forte odor a sulfato...

16
Jul18

Fonte nas traseiras do Balneário da rainha D. Amélia, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

Têm mais de dois mil anos os testemunhos da utilização das águas termais, nesta localidade. No século XII eram denominadas de Caldas Lafonenses. Em 1152, D. Afonso Henriques concedia o 1º Foral à Vila do Banho, sendo também aqui que ele próprio procurará, em 1169, a cura para uma perna fracturada na Batalha de Badajoz. Nessa altua, o nome da localidade era "Caldas Lafonenses, na vila do Banho. Aqui constrói uma pequena capela, dedicada a S. Martinho.

Mais tarde, a rainha D. Amélia vem fazer alguns tratamentos para estas termas, fazendo com que a localidade adopte o nome de Caldas da Rainha D. Amélia. Com a República, o local passa a ser, definitivamente, Termas de S. Pedro do Sul. 

É por isso que os dois mais importantes balneários da localidade têm o nome destes dois monarcas portugueses.

Nas traseiras do Balneário da Rainha D. Amélia, junto a uma coleção de banheiras antigas, encontramos mais uma fonte de água quente.

IMG_3143.jpgIMG_3141.jpgIMG_3140.jpgIMG_3139.jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São Martinho, Fonte nas termas, Jato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

15
Jul18

Fonte de São Martinho, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

A água desta fonte é, não só, potável mas também de excelente qualidade. Não é fácil encontrá-la, pois fica um pouco escondida no jardim, junto ao Vouga, e a única sinalética existente é pouco visível. Está revestida de azulejos azuis, à semelhança de outras desta freguesia. Encontra-se em relativo bom estado de conservação, apesar de alguns azulejos já se mostrarem um pouco danificados e de haver um nicho vazio...

IMG_3183.jpgIMG_3185.jpgIMG_3187.jpgIMG_3182.jpgIMG_3181.jpgIMG_3186.jpg

Vista do outro lado do rio: 

IMG_3099.jpgOutras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte nas termas, Jato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

12
Jul18

Chafariz na Rua do Carvalhal, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

Graças à excelente qualidade das suas águas que, ao longo de mais de dois mil anos, a pequena localidade da Várzea, tem atraído gente de todo o lado. Também conhecidas como Caldas de Lafões, são consideradas, atualmente, das mais modernas da Europa e as mais frequentadas, em Portugal.

Mesmo não tendo tempo para uns banhos nas termas, é agradável passear junto às margens do rio Vouga ou caminhar pelas suas ruas e descobrir fontes que brotam água natural. É o caso deste chafariz. Não conte encher a sua garrafa  nele, a menos que a queira levar para casa, para um banho! É que a água sai a 68,7º...

 

IMG_3153.jpg

IMG_3155 (1).jpg

Outras fontes nesta localidade: Fonte de São Martinho, Fonte nas termas, Fonte na Avenida da PonteFonte no Largo da Cerca, Fonte junto à Igreja de Santo António.

 

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D