Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

31
Jul20

Chafariz do Palace Hotel do Bussaco, Luso, Mealhada, Aveiro

JL

O edifício deste hotel, considerado um dos mais belos do país, foi construído a partir de 1885, para os últimos Reis de Portugal, no interior da Mata Nacional do Bussaco (na atual grafia, Buçaco), uma imensa floresta de 105 hectares, plantada e murada pela Ordem das Carmelitas Descalças, no 1º quartel do século XVII. O projeto, do italiano Luigi Manini, arquiteto e cenógrafo do Teatro São Carlos, em estilo neomanuelino, seria apenas concluído em 1907, sendo logo convertido em Hotel de Luxo. A principal e mais significativa área ajardinada é a que envolve o Convento (e o Palace Hotel), designada por “Jardim Novo”. Foi construída em 1886-87.

Vale a pena caminhar pela imensa floresta e procurar as inúmeras espécies vegetais do mundo inteiro, e surpreender-se com os diversos miradouros, ermidas, capelas e fontes, infelizmente, quase todas a necessitar de intervenção. O Convento de Santa Cruz e o seu museu são, também, dignos de visita.

IMG_3689IMG_3738

GPS: 40.376185,-8.3643604

Outras fontes no Buçaco: Fonte Fria, Fonte de São Silvestre, Cascata, Fonte do Carregal, Fonte da Samaritana, Fonte de Santo Elias, Fonte de Santa Teresa.

30
Jul20

Fonte de Santa Teresa, Bussaco, Luso, Mealhada, Aveiro

JL

A dois passos do Palace Hotel do Bussaco, a Fonte de Santa Teresa encontra-se perto de onde existiu uma ermida com o mesmo nome. Não há registos da sua idade mas sabe-se que estava em reconstrução, em 1834, quando as ordens religiosas foram extintas. 

IMG_3709IMG_3710IMG_3732

GPS: 40.3759452,-8.3628951

Outras fontes no Bussaco: Fonte Fria, Fonte de São Silvestre, Cascata, Tanque, Fonte do Carregal, Fonte da Samaritana, Fonte de Santo Elias, Chafariz do Palace Hotel do Bussaco.

29
Jul20

Uma publicação diferente...

JL

Há dias, fui desafiada a escrever um texto, para o blogue Liberdade aos 42, uma temática bem diferente deste meu. A iniciativa, bastante interessante, permite a partilha de diversos pontos de vista, que se complementam em si... À medida que as publicações são feitas, maior se torna o desafio, uma vez que, é difícil não nos revermos no que já foi publicado. A minha escolha, passou pela junção de algo que está dentro de mim: as minhas origens e o gosto pelas tradições populares e, claro, pelas fontes.

O texto pode ser lido aqui.

A publicação onde me inspirei aqui, com esta fotografia:

21864961_1uyUZ.jpeg

 

 

 

28
Jul20

Fontanário, Vila Nova de Monsarros, Anadia, Aveiro

JL

Vila Nova de Monsarros fica muito próxima do Luso e, por isso, não admira que tenha muita água de boa qualidade. Noutros tempos, quando ainda não havia água canalizada nas habitações, havia necessidade de manter uma boa rede de fontes e fontanários, para os vizinhos se abastecerem. Não admira por isso, que, num local relativamente pequeno, tenha fotografado tanta fonte. Esta, de 1954, é bastante original.

IMG_3760

GPS: 40.4100378,-8.4008738

Outras fontes nas proximidades: Fonte da Fiuzeira, Chafariz, Fontanário com azulejos

27
Jul20

Fonte da Fiuzeira, EN. 235, Vila Nova de Monsarros, Anadia, Aveiro

JL

O que chama a atenção, de quem passa, por esta estrada, é o bonito conjunto de azulejos que ornamentam esta fonte. Infelizmente, não consegui obter uma foto completa pois a estrada é estreita e sem local para parar, por perto...

IMG_3770IMG_3772

GPS: 40.4123044,-8.4083011

Outras fontes nas proximidades: Chafariz, Fontanário, Fontanário.

26
Jul20

Fontanário, Vila Nova de Monsarros, Anadia, Aveiro

JL

O cartaz colado, neste fontanário, alerta para as multas a que incorre quem usar o mesmo para outros fins, nomeadamente, lavar mantas e carros. Deveria haver, também, multas, para quem deixa chegar o património a este estado e acha mais fácil colar editais do que trabalhar na sua recuperação. Talvez, assim, as pessoas sentissem mais orgulho e se coibissem de colaborar na destruição do bem público.

Este modelo é muito visto, no centro do país, os azulejos são lindíssimos mas já estão bastante degradados. O espaço envolvente também não ajuda...

IMG_3757

GPS: 40.4078487,-8.3975368

Outras fontes nas proximidades: Fonte da Fiuzeira, Chafariz, Bebedouro

25
Jul20

Chafariz em Vila Nova de Monsarros, Anadia, Aveiro

JL

Esta localidade fica entre a vila do Luso e Anadia. Nunca aqui tinha passado nem me recordo de ter ouvido o seu nome. Passei em Monsarros, pela primeira vez, a caminho do Luso e do Buçaco. Vê-se que o centro da vila foi arranjado há pouco tempo e está tudo muito limpinho, apesar de ser uma zona com muito trânsito.

IMG_5347IMG_5348

GPS: 40.4098398,-8.3997214

Outras fontes nas proximidades: Fonte da Fiuzeira, Fontanário, Fontanário.

24
Jul20

Chafariz de Celeiros, Mafra, Lisboa

JL

O senhor João Almeida, visita assídua deste blogue, enviou-me estas fontes, de um chafariz oitocentista, com o seguinte texto:

«Sintomaticamente construído na primeira curva da nova estrada, mas onde se encontravam também os que atravessavam a ribeira de Cheleiros pela ponte medieval em direcção a Norte, não ilustra apenas a renovação viária oitocentista aqui ocorrida; é também o mais importante elemento que relaciona a localidade com os seus senhores entre os séculos XVII e XIX: a Casa do Infantado [para a qual a tutela da povoação passou por falta de descendência dos Ataíde], instituição criada por D. João IV para servir os filhos segundos da monarquia portuguesa. Construído em 1833, conforme revela a inscrição comemorativa associada ao brasão real, recebeu um primeiro restauro em 1895, ano em que houve necessidade de se ampliar o ponto de captação de água. É um inequívoco chafariz oitocentista, de espaldar e tanque anexo, artisticamente enriquecido por mísulas classicizante que sustentam um frontão contracurvado de dois segmentos. Ao nível das bicas, o espaldar é revestido por secção horizontal de cantaria, que se liga ao tanque, sendo este alimentado por três bicas de formato circular integralmente realizadas em cantaria» (FERNANDES, 2008, p. 46). Existindo outros chafarizes na povoação «o chafariz, que a comunidade reconhece como tal, é este equipamento, de patrocínio régio e destinado a servir a estrada também régia» (FERNANDES, 2008, p. 47). Sob a pedra de armas com o escudo de Portugal, encimado por coroa e dragão, numa inscrição no lioz pode ler-se em singela cartela «ERA DE 1833» e, em lápide rectangular mais saliente: «Foi feito Este Chafariz por P.[rivilégio] R.[eal] / do D.[inheiro] das S.[omas] das Sizas. Toda a pessoa, / que tirar. Agua do tanque sara. con / denado pello Senado, da Cama / ra desta Villa:” (REAL, 1957, p. 208, citado por FERNANDES, 2008, p. 46).

FERNANDES, Paulo Almeida – «Notas sobre o urbanismo da antiga Vila de Cheleiros», Boletim Cultural 2008, Mafra, Câmara Municipal de Mafra, 2009, pp.27-66 (https://www.academia.edu/310534/Notas_sobre_o_urbanismo_da_vila_de_Cheleiros ) [consultado em 7 de julho de 2020] ; REAL, Mário Guedes — Fontes, bicas e chafarizes estremenhos: epigrafia e heráldica. Boletim da Junta de Província da Estremadura, S. 2, nºs 44—46. Lisboa: Junta de Província da Estremadura. (1957); pp. 169-210; Câmara Municipal de Mafra - «Cheleiros, Percurso urbano» (https://www.cm-mafra.pt/cmmafra/uploads/writer_file/document/1209/cheleiros__percurso_urbano.pdf ) [consultado em 7 de julho de 2020].

0302

GPS: 38.8895565,-9.3267556

Outras fontes nas proximidades: Fonte no Claustro do Convento de Mafra, Aldeia-museu José Franco.

23
Jul20

Jardim na Praia Fluvial da Senhora da Piedade, Lousã, Coimbra

JL

Numa das margens da ribeira de São João, depois de passada a ponte de acesso ao Santuário, ao lado da piscina para crianças e para pessoas com mobilidade reduzida, encontramos um pequeno jardim, com uma fonte, de beleza discutível. Mas ainda funciona, o que é importante e mostra alguma preocupação com o espaço.

IMG_3688IMG_3685

GPS: 40.099861,-8.2340658

Outras fontes nas proximidades: Fonte da VidaFonte da Esperança, Gruta "1926", Gruta da XIV estação da Via Sacra, Fonte na praia fluvial.

22
Jul20

Gruta "1926", Santuário de Nossa Senhora da Piedade, Lousã, Coimbra

JL

Outra das grutas existentes nas proximidades deste Santuário tem a indicação de 1926, na sua entrada. É provável que se trate de uma referência ao ano em que foi escavada, na montanha. A água que corre lá dentro é, depois, encaminhada para o Parque de São João, no Terreiro Inferior do Santuário.

IMG_3654IMG_3657

GPS: 40.0984509,-8.2346294

Outras fontes nas proximidades: Fonte da VidaFonte da Esperança, Jardim na Praia Fluvial, Fonte na Praia Fluvial,  Gruta da XIV Estação da Via SacraTerreiro inferior ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade.

Pág. 1/4

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D