Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

29
Mar19

Fontes de Santa Cristina, Viseu

JL

São duas as Fontes de Santa Cristina, em Viseu. Uma delas remonta a 1523 e a outra ao século XVII. A mais velha está decorada com um brasão de armas de uma princesa espanhola que foi casada com o Rei D. manuel I, cuja esfera armilar se vê também no mesmo local. Está protegida por uma porta de madeira sob um arco gótico, que esconde a mina de água.

A Fonte Nova é  mais central e está protegida por um templete seiscentista, podendo ainda ver-se um painel de azulejos dedicado a Santa Cristina, a padroeira dos moleiros! 

IMG_0350.jpegIMG_0343.jpegIMG_0338.jpeg

GPS: 40.6565218,-7.9101395

Outras fontes em Viseu: Rotunda luminosa, Chafariz das Três BicasRotunda Carlos Lopes, Chafariz de São Francisco.

28
Mar19

Chafariz de São Francisco, Viseu

JL

O seu nome deriva do nicho com a imagem deste santo, que pode ser vista na frontaria.

Situa-se na Rua do Arco, junto da Porta dos Cavaleiros, um dos últimos trechos da antiga muralha Afonsina. Está completamente desativada. A parte posterior, junto à estrada, está totalmente revestida com azulejos e apresenta um painel com as armas da cidade. Toda ela precisa de restauro urgente, principalmente os azulejos que já estão a desparecer...

Camilo Castelo Branco, no seu "Amor de Perdição", descreve uma violenta cena de pancadaria, junto a esta fonte.

Data de 1741.

IMG_4641.jpegIMG_4631.jpegIMG_4636.jpegIMG_4645.jpeg

GPS: 40.6615778,-7.9086601

Outras fontes em Viseu: Rotunda luminosa, Chafariz das Três Bicas, Rotunda Carlos Lopes, Fontanários de Santa Cristina, Rotunda Cibernética

27
Mar19

Rotunda Carlos Lopes, Viseu

JL

Viseu é uma cidade conhecida pelas suas imensas rotundas. A maior parte delas, apresenta-se bem cuidada e com algum elemento decorativo. O monumento aqui apresentado, simboliza o momento em que o atleta viseense Carlos Lopes ultrapassa a meta, em Los Angeles, vencendo a maratona olímpica, em 1984.

IMG_4649.jpeg

GPS: 40.65958, -7.923361

Outras fontes em Viseu: Rotunda luminosaChafariz das Três BicasFontanários de Santa CristinaChafariz de São Francisco, Rotunda da fonte cibernética.

21
Jul18

Chafariz antigo, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

Perto do balneário da Rainha D. Amélia encontrei este antigo chafariz. No dia em que o fotografei, não estava a funcionar. Não sei se foi só nesse dia ou se, por norma, está sem água. É uma pena: nem todas as localidades se podem gabar de ter um chafariz com a data de 1639.

IMG_3137.jpgIMG_3136.jpg

IMG_3138 (1).jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São MartinhoJato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

19
Jul18

Fonte de águas termais, São Pedro do Sul, Viseu

JL

Numa das laterais do Balneário Rainha D. Amélia, encontramos esta fonte de águas termais. Mais uma vez, a água encontra-se a 68,7ºC, bem visível no inverno, devido à diferença térmica entre a mesma e o ar. No verão, só colocando a mão na água é que notamos a temperatura da mesma. 

 

IMG_3134.jpg

IMG_3133.jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São MartinhoJato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

17
Jul18

Fonte na Praça Rainha D. Amélia, São Pedro do Sul, Viseu

JL

Na Praça Rainha Dona Amélia, a zona mais central das termas, fica o balneário com o nome da antiga monarca portuguesa. Junto à entrada do mesmo, encontramos uma pequena fonte, em forma de taça, com uns repuxos ao seu lado, que saem do chão, todos eles com água da nascente, ou seja, a 68,7ºC. Estas águas têm como característica principal serem muito mineralizadas, com forte odor a sulfato...

16
Jul18

Fonte nas traseiras do Balneário da rainha D. Amélia, Termas de São Pedro do Sul, Viseu

JL

Têm mais de dois mil anos os testemunhos da utilização das águas termais, nesta localidade. No século XII eram denominadas de Caldas Lafonenses. Em 1152, D. Afonso Henriques concedia o 1º Foral à Vila do Banho, sendo também aqui que ele próprio procurará, em 1169, a cura para uma perna fracturada na Batalha de Badajoz. Nessa altua, o nome da localidade era "Caldas Lafonenses, na vila do Banho. Aqui constrói uma pequena capela, dedicada a S. Martinho.

Mais tarde, a rainha D. Amélia vem fazer alguns tratamentos para estas termas, fazendo com que a localidade adopte o nome de Caldas da Rainha D. Amélia. Com a República, o local passa a ser, definitivamente, Termas de S. Pedro do Sul. 

É por isso que os dois mais importantes balneários da localidade têm o nome destes dois monarcas portugueses.

Nas traseiras do Balneário da Rainha D. Amélia, junto a uma coleção de banheiras antigas, encontramos mais uma fonte de água quente.

IMG_3143.jpgIMG_3141.jpgIMG_3140.jpgIMG_3139.jpg

Outras fontes nesta localidade: Torneira, Fonte de São Martinho, Fonte nas termas, Jato de águaFonte na Avenida da PonteFonte no Largo da CercaFonte junto à Igreja de Santo António.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D