Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

14
Mai19

Fonte do Ribeirinho ou dos Ablativos, Jardins de Nova Sintra, Porto

JL

Segundo informação no local, esta fonte estave na confluência da rua da Cedofeita com a rua da Boavista, para aproveitamento da água de um pequeno ribeiro que ali corria. O nome alternativo tem a ver com a inscrição que apresenta.  No topo da fonte, podemos observar uma estátua de Nossa Senhora da Vandoma, representada entre duas torres. A sua água era considerada ótima para os usos domésticos. Foi feita esta obra no reinado da piedosa, feliz e augusta Rainha D. Maria I, por diligências de José Ribeiro Vidal da Gama, dos Conselhos de sua Real Majestade, Chanceler Portuense, servindo de Presidente do Tribunal de Justiça, no ano de 1790.

IMG_3759.jpegIMG_3761.jpegIMG_3763.jpeg

IMG_3757.jpg

Ano: 1790

GPS: 41.1452026,-8.5905244

Outras fontes nas proximidades: Fonte de Cedofeita, Fonte da Fontinha, Brasão da Fonte de São Domingos, Universo, Self-portrait, Chafariz do Convento de Avé Maria, Primeira Fonte da Arrábida, Fonte da Rua Garrett, Bebedouro da Praça Carlos Alberto, Fonte do Campo Alegre, Fonte da Feira dos Carneiros, Arca de Água de Santo Isidro, Chafariz dos passarinhos, Arca de Água do Mercado do Anjo, Fonte da Rua D. Pedro V.

13
Mai19

Self-portrait as a fountain (Fat chance Bruce Nauman), Jardins de Nova Sintra, Porto

JL

Nos séculos passados, o número de fontes públicas existentes no nosso país era elevado. Com o crescer das cidades, muitas dessas fontes tornaram-se incómodas, acabando por ser retiradas e, a grande parte delas, infelizmente, desaparecer para sempre. Contudo, nos últimos anos, tem-se assistido a uma tendência para recuperar e valorizar o nosso património cultural e histórico, presente em todo o território nacional. Em 2018, a Águas do Porto, assinalou o Dia Mundial da Árvore com a reabertura dos Jardins e Mata da Quinta de Nova Sintra. Com a reabilitação das várias fontes e chafarizes, outrora espalhadas pela cidade, a empresa presta homenagem aos portuenses que, noutros tempos, se empenharam para levar a água a toda a população, ao mesmo tempo que documenta o que era a cidade há algumas centenas de anos.

Das cerca de vinte fontes aqui existentes, apenas uma foi adquirida especificamente para este Jardim. Tratou-se de uma encomenda a Julião Sarmento ao qual este chamou Self-portrait fountain (Fat chance Bruce Nauman): uma jovem mulher de tronco nu, braços abertos e equilíbrio precário sopra um jato de água para um espelho de água… "É o meu alter-ego no feminino”, explicou o artista, dizendo que esta foi também a sua contribuição para a revitalização de um lugar ligado ao mundo e ao tema da água.

IMG_5118.jpegIMG_5117.jpegIMG_3791.jpegIMG_3790.jpeg

GPS: 41.1452026,-8.5905244

Outras fontes nas proximidades: Fonte de Cedofeita, Fonte da Fontinha, Brasão da Fonte de São Domingos, Universo, Fonte do Ribeirinho, Chafariz do Convento de Avé Maria, Primeira Fonte da Arrábida, Fonte da Rua Garrett, Bebedouro da Praça Carlos Alberto, Fonte do Campo Alegre, Fonte da Feira dos Carneiros, Arca de Água de Santo Isidro, Chafariz dos Passarinhos, Arca de Água do Mercado do Anjo, Fonte da Rua D. Pedro V.

12
Mai19

Fonte da Firmeza, ou, Fontanário da Praça das Flores, Porto

JL

Este fontanário nem sempre ocupou o mesmo local, na história do Porto. O nome que ainda está gravado, no seu centro, é prova disso mesmo. Deve a sua origem à Fonte da Trindade, que já não existe e cujas pedras foram usadas, no século XIX, para a sua construção. Contudo, a sua localização, como o nome indica, era próximo da Rua da Firmeza. Foi mudada para este largo quando as obras de ampliação de um prédio assim o requereram. 

IMG_5112.jpegIMG_5113 2.jpeg

GPS: 41°09'18.8"N 8°35'28.0"W

Outras fontes nas proximidades: Jardins de Nova Sintra

10
Mai19

Marco-fontanário, Guimarães, Braga

JL

Os marcos fontanários dão imenso jeito e são um bom aliado na proteção do meio ambiente. Contudo, no nosso país, são cada vez mais difíceis de encontrar, sendo poucas as cidades que ainda os têm. Por volta de 1922, em Guimarães, havia cerca de 45! No meu passeio pela cidade, em dezembro último, apenas vi este que aqui apresento. Por sinal, bem bonito e em bom estado!

IMG_3828.jpegIMG_3830 (1).jpegIMG_3824 (1).jpeg

GPS: 41.4466891,-8.2920424

Outras fontes em Guimarães: Chafariz da VitóriaChafariz de D. João IFonte da RamadaFaunitoMaria da GraçaChafarizes do Largo João Franco, Chafariz do Toural, Chafariz do Largo do Carmo, Fonte dos Apóstolos, Chafariz na Rua de Santo António.

09
Mai19

Tanque na Rua de Santo António, Guimarães, Braga

JL

Nesta rua, existiu, em tempos, um tanque que teve de ser deslocado para o Largo Dr. João da Mota, em virtude das muralhas estarem e ficar danificadas e sujas. É o Tanque de Santo António, atualmente mais conhecido por Fonte do Largo Doutor João da Mota Prego. Apesar das queixas de alguns moradores, outro tanque acabou por ser aqui colocado. 

IMG_4006.jpegIMG_4005.jpeg

GPS: 41.4433857,-8.2949617

Outras fontes em Guimarães: Chafariz da VitóriaChafariz de D. João IFonte da RamadaFaunitoMaria da GraçaChafarizes do Largo João Franco, Chafariz do Toural, Chafariz do Largo do Carmo, Fonte dos Apóstolos.

08
Mai19

Fonte dos Apóstolos, Guimarães, Braga

JL

Quem passeia pelo bonito Largo República do Brasil, vulgarmente conhecido por Campo da Feira, não deixa de reparar em quatro altos pedestais, em granito, encimados pelas estátuas de São Pedro, S. Paulo. S. Tiago Maior e S. Bartolomeu. Não consegui averiguar a data concreta da sua construção mas, em 1827, já se falava em colocar dois tanques junto aos apóstolos e, a 18 de Maio de 1857,  foi arrematada a construção de um aqueduto que encaminhasse a água sobejante do tanque do Campo da Feira para os pedestais dos Apóstolos (cf, aqui).

Atualmente, dois pedestais, ainda apresentam na sua base, as marcas dos dois fontanários aqui existentes. Num deles, ainda se pode ver um letreiro onde se diz que a água é potável. No entanto, há muito que a água deve ter parado de correr pelos canos que agora estão enferrujados.

IMG_3898 (1).jpegIMG_3911.jpegIMG_3906.jpegIMG_3908.jpeg

GPS: 41.4416093,-8.2906184

Outras fontes em Guimarães: Chafariz da VitóriaChafariz de D. João IFonte da RamadaFaunitoMaria da GraçaChafarizes do Largo João Franco, Chafariz do Toural, Chafariz do Largo do Carmo.

07
Mai19

Tanque do Campo da Feira, Guimarães, Braga

JL

Segundo consegui averiguar, é um tanque do século XIX, mais concretamente de 1857. Nas suas traseiras, encontram-se os lavadouros públicos e o ribeiro de Selho. Atualmente, a sua função é meramente decorativa.

IMG_3912.jpegIMG_3913 (1).jpegIMG_3914.jpegGPS: 41.4415511,-8.2903915

Outras fontes em Guimarães: Chafariz da VitóriaChafariz de D. João IFonte da RamadaFaunitoMaria da GraçaChafarizes do Largo João Franco, Chafariz do Toural, Chafariz do Largo do Carmo.

06
Mai19

Chafariz do Largo do Carmo, Guimarães, Braga

JL

Um chafariz recente colocado no local onde, durante anos, esteve o Chafariz do Toural, e, por isso, também chamado por alguns locais de Chafariz do Carmo. Na construção deste novo chafariz, em 2012, procurou-se manter as dimensões da base do anterior bem como a altura do repuxo a que os vimaranenses se habituaram.

IMG_3865.jpegIMG_3862 (1).jpeg

GPS: 41.44572,-8.2925386

Outras fontes nas imediações: Chafariz da VitóriaChafariz de D. João I, Fonte da Ramada, Faunito, Maria da Graça,  Chafarizes do Largo João Franco, Chafariz do Toural

05
Mai19

Fonte junto à Câmara Municipal, Guimarães, Braga

JL

No Largo Cónego José Maria Gomes, junto a um bonito edifício barroco, outrora Convento de Santa Clara (século XVI), atual Câmara Municipal de Guimarães, situa-se esta singela fonte.

 
 

IMG_3871.jpegIMG_3872.jpeg

GPS: 41.4442817,-8.2925106

Outras fontes em Guimarães: Chafariz do TouralMaria da GraçaFaunitoChafariz da VitóriaChafariz de D. João IChafarizes do Largo João Franco, Fonte da Ramada,

04
Mai19

Fonte da Ramada ou das Oliveiras, Guimarães, Braga

JL

Até à década de 1980 esta rua não tinha saída e aqui se concentravam algumas unidades industriais, principalmente ligados aos curtumes. Atualmente, esta fonte não tem água mas tem um bonito brasão, o que atesta a sua importância, outrora, quando também era conhecida por Fonte das Oliveiras. Há registos da sua existência já em 1870.

IMG_3901.jpeg

IMG_3902.jpeg

GPS: 41.4405591,-8.2904814

Outras fontes em Guimarães: Chafariz do TouralMaria da Graça, FaunitoChafariz da VitóriaChafariz de D. João IChafarizes do Largo João Franco

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D