Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

18
Jul19

Canal de Azulejos, Jardins do Palácio Nacional de Queluz, Lisboa,

JL

Uma das belezas destes jardins encontra-se aqui, junto da Escadaria de Robillion, onde a ribeira do Jamor, que atravessa todo o parque, foi aproveitada para lazer e entretenimento da Família Real. As paredes internas do canal, o arco de suporte e até as escadas de acesso ao riacho foram revestidos por painéis de azulejos policromados ou com motivos em azul e branco, datados de 1756, numa extensão de 115 metros. Com a ajuda de comportas, criou-se o Lago Grande, erguendo-se, na parte central do canal, a Casa do Lago, uma “casa de fresco” decorada em chinoiserie ao gosto da época. Também chamada Casa Chinesa ou Casa da Música, nela tocava a orquestra de câmara da rainha, nas tardes de verão, enquanto a família real passeava de "gôndolas" sobre as águas espelhadas que, aprisionadas por um sistema de comportas, refletiam os azulejos do interior das paredes, com representações de palácios, portos de mar e ruínas da Antiguidade. Nessa altura, esse Canal de Azulejos era também conhecido por Lago Grande. À noite, ao longo do canal, acendiam-se archotes em forma de cornucópias de talha dourada.

Quem o vê, agora, dificilmente consegue imaginar o que aqui se passava, há pouco mais de 100 anos... 

IMG_1908.jpegIMG_1901.jpegIMG_1897.jpeg

GPS: 38.750503, -9.257931

Outras fontes nas proximidades: Lago das MedalhasFonte de Neptuno, Cascata Monumental, Cascata das ConchasLago das medalhasLago de Nereide, Lago das Conchas, Lago dos DragõesLagos dos Macacos, Tanque do Curro, Outras fontes.

03
Jul19

Fonte de Água Pública, Vila de Rei, Castelo Branco

JL

Esta fonte já foi publicada aqui, há uns tempos, graça à contribuição de um amigo. Entretanto, tive a oportunidade de a fotografar, de uma forma mais completa. Isto porque a fonte tem duas frentes distintas: De um lado, uma citação do Evangelho de São João e, do outro, uma citação do Exôdo XVII.

IMG_6851.jpegIMG_6852.jpeg

GPS: 39.6760055,-8.1459048

Outras fontes em Vila de Rei: Fonte da Milriça, Marco Geodésico.  

20
Jun19

Poço da Cisterna da Lavagem, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

Até à construção do Aqueduto dos Pegões, o abastecimento de água ao Convento de Cristo, e respectivos espaços exteriores, assentava totalmente no aproveitamento das águas das chuvas, com todos os inconvenientes inerentes ao arrastamento dos detritos acumulados nos telhados, águas essas que eram armazenadas nas inúmeras Cisternas existentes, quer no Castelo, quer no Convento, quer ainda nos seus espaços exteriores. Todas as novas construções foram construídas sobre cisternas, a saber: a Cisterna do Castelo  (século XII), a Cisterna do Pátio da Botica, a Cisterna do Jardim e as Cisternas dos Claustros do Cemitério e da Lavagem (todas do século XV) e as Cisternas dos Claustros da Hospedaria, da Micha e dos Corvos, e, por último, a Cisterna do Claustro das Necessárias, construídas já no século XVI.

No claustro da Lavagem a cisterna servia a cozinha e toda a ala das oficinas. De acordo com informação no local, era aqui que os serviçais procediam aos trabalhos domésticos e à lavagem dos hábitos. Deve ter sido edificado a mando do Infante D. Henrique, nomeado governador e administrador da Ordem de Cristo em 1420.

IMG_6661.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades:  Poço no Claustro do Cemitério, Fonte no Claustro de D. João III, Lavabo da Sacristia Manuelina, Lavabo da Sacristia Nova, 

19
Jun19

Fonte de São Gregório, Tomar, Santarém

JL

1873 é a data gravada na pedra da fonte de São Gregório em Tomar, junto à capela com o mesmo nome e ao Hotel dos Templários.
Segundo a informação que consta numa placa no local, o chafariz original data de 1841 e é fornecido pela água da fonte de são Gregório, uma das sete fontes do primitivo abastecimento público da cidade.                                                                                                     in,Tomar na rede.

IMG_6628.jpeg

GPS: 39.6066661,-8.4150079
Outras fontes em Tomar: No Convento de Cristo, 

15
Jun19

Chafariz, Vila Nova da Barquinha, Santarém

JL

Data de 1863 e foi construído com a ajuda dos donativos de 65 habitantes. O pináculo veio da antiga ponte de Tancos, demolida com a chegada do caminho-de-ferro, e o restante material veio do Convento do Loreto. Na altura, era o ponto central da localidade: de dia pertencia às senhoras, que aqui ocorriam para encher os cântaros de barro ou conversar com as amigas e, à noite, aos homens, que por aqui ficavam, depois de saírem dos cafés da vizinhança. Está sem água e a precisar de restauro...

IMG_6540.jpegIMG_6541.jpeg

Outras fontes em Vila Nova da Barquinha: Parque da Barquinha.

08
Jun19

Cozinha do Mosteiro de Alcobaça, Alcobaça, Leiria

JL

Já falei da importância nas cozinhas dos mosteiros, na época medieval e renascentista, aquiaqui. Em Alcobaça, foi utilizado um complexo sistema de abastecimento de água, que passou pelo desvio de um braço do rio Alcoa, para alimentar os diversos tanques existentes na cozinha. Também conhecido como Real Abada de Santa Maria de Alcobaça, foi a primeira obra gótica erguida em Portugal. O início da sua construção remonta a 1178 e à Ordem de Cister mas as obras prolongaram-se por vários séculos. A cozinha que vemos agora reporta-nos ao século XVIII. Em 1752, foram colocados os azulejos. Os pilares da chaminé foram construídos em ferro, sendo a primeira utilização deste material na construção civil portuguesa.

É possível fazer-se uma visita virtual, quer através do google maps, quer do Portugal em 360º

É Património Mundial da UNESCO, desde 1983.

IMG_6103.jpegIMG_6120.jpegIMG_6111.jpeg

IMG_6107 (1).jpegIMG_6105.jpegIMG_6104.jpeg

GPS: 39.5488351,-8.9792768

Outras fontes em Alcobaça: Lavabo do Mosteiro

30
Mai19

Fonte Monumental da Rua Mouzinho da Silveira, Porto

JL

Até 1920, existiu, neste lugar uma fonte semelhante a esta que foi retirada para dar lugar a dois comércios. Anos mais tarde, em 1964, a Câmara tentou refazer o dano e reconstruir outra, o mais parecida possível com a original.

IMG_3932.jpegIMG_3934 (1).jpeg

GPS: 41.1443388,-8.6120144

Outras fontes nas redondezas: Jardins de Nova SintraChafariz do AnjoFonte da Porta do OlivalJuventudeChafariz do LaranjalChafariz do Jardim de São LázaroChafariz no Museu Militar do Porto.

28
Mai19

Chafariz no Edifício do Museu Militar, Porto

JL

O edifício, onde hoje está instalado o Museu Militar do Porto, foi inicialmente destinado à habitação. No seu interior existe uma capela de 1724. Em 1895, D. Maria Coimbra pede licença à Câmara Municipal para reconstruir uma casa na Rua do Heroísmo, onde já possuía uma casa de campo. Posteriormente, albergou freiras, durante a Guerra Civil Espanhola, e, depois de 1936, o Estado alugou o imóvel para nele instalar a PIDE/DGS. Em 1948, o Estado acabou por adquirir o edifício a D. Isménia Aurora Pinto Coimbra, por 450 contos e, em 1980, é inaugurado como Museu.

O chafariz, no seu exterior, apresenta a data de 1788.

IMG_3867.jpegIMG_3868.jpegIMG_3872 (1).jpeg

GPS: 41.1458956,-8.5974293

Outras fontes nas redondezas: Jardins de Nova SintraChafariz do AnjoFonte da Porta do OlivalJuventudeChafariz do Laranjal, Chafariz do Jardim de São Lázaro, Chafariz na Biblioteca Municipal do Porto.

27
Mai19

Chafariz no Jardim de São Lázaro, Porto

JL

Esta fonte era o lavabo que estava na Sacristia da Igreja Nova do Convento de São Domingos, que existiu entre 1239 e 1832, altura em que foi destruído pelo fogo. Desde 1883 que se encontra neste jardim.

IMG_3881.jpeg

IMG_3882.jpegIMG_5134.jpeg

GPS: 41.1461943,-8.6027222

Outras fontes nas proximidades: Jardins de Nova Sintra, Chafariz do Anjo, Fonte da Porta do Olival, Juventude, Chafariz do Laranjal

 

 

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D