Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

27
Jun19

Lavabo no Dormitório Grande, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

Este lavabo encontra-se no ala sul do chamado Corredor do Cruzeiro, um espaço que dispõe de 40 celas. O lavabo marca a conclusão da obra ao Convento, em 1617.

IMG_6745.jpegIMG_6742.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da LavagemPoço no Claustro do Cemitério, Poço no Claustro dos CorvosLavabo da Sacristia NovaLavabo da Sacristia Manuelina, Poço no Claustro da Hospedaria.

26
Jun19

Poço no Claustro da Hospedaria, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

Este é um dos sete claustros que existem no Convento. Como se destinava a acolher as visitas do convento, tem um aspeto mais nobre. No piso superior ficavam alojadas os Nobres e o Clero enquanto que, no piso térreo, eram os alojamentos dos criados e as cavalariças. Ao centro, ainda se conserva o poço mas, atualmente, tapado.  No dia em que o visitei, havia uma feira de produtos regionais nas arcadas inferiores. 

Visita virtual 360º

IMG_6771.jpegIMG_6803.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da LavagemPoço no Claustro do Cemitério, Poço no Claustro dos CorvosLavabo da Sacristia NovaLavabo da Sacristia Manuelina.

25
Jun19

Poço no Claustro dos Corvos, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

Este era um espaço mais afastado e, por isso mesmo, usado como espaço de recolhimento, clausura e reflexão. Era, por isso, o local ideal para o estudo e para o noviciado. Foi construído entre 1537 e 1546. Por aqui, funcionou um celeiro, uma biblioteca conventual, armazém, uma cozinha e as celas dos estudantes e dos noviciados. Por ser mais funcional, a sua arquitetura era mais simples.

Visita virtual

IMG_6796.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da LavagemPoço no Claustro do Cemitério, Poço no Claustro da Hospedaria, Lavabo da Sacristia NovaLavabo da Sacristia Manuelina.

24
Jun19

Fontanário central no Claustro de D. João III, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

O fontanário central do Claustro Grande ou Claustro de D. João III foi realizado já em tempo de dominação filipina, por Pedro Fernandes de Torres. É uma imponente fonte que realça o espaço, uma notável obra do maneirismo português. Caso não se tenha possibilidade de se ver, ao vivo, é  possível fazer-se uma visita virtual, a 360º!

IMG_6727.jpegIMG_6782.jpegIMG_6722.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da LavagemPoço no Claustro do Cemitério, Poço no Claustro dos Corvos, Lavabo da Sacristia NovaLavabo da Sacristia Manuelina.

23
Jun19

Lavabo da Sacristia Nova, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

A Sacristia Nova foi construída entre 1575-1578, pelo mestre de obras do convento, Francisco Lopes,  onde, anteriormente, funcionava a casa do capítulo henriquina. 

IMG_6682 (1).jpegIMG_6681 (1).jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da Lavagem, Poço do Claustro Norte, Poço no Claustro do Cemitério, Fonte no Claustro de D. João III, Lavabo da Sacristia Manuelina.

 

22
Jun19

Lavabo da Sacristia Manuelina, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

A Sacristia Manuelina, também conhecida por Casa do  Capítulo, do Convento de Cristo, atrai os visitantes por causa do seu exterior, mais do que pelo seu interior. Uma das suas janelas é uma das obras mais importante do manuelino e um dos monumentos mais fotografados de Portugal. Inicialmente em número de três, chegaram aos nossos dias apenas duas, sendo a segunda, virada a sul, visível do Claustro Principal. A terceira foi destruída durante as Invasões Francesas.

Dentro da Sala do Capítulo, além do interior da Janela Manuelina, temos um lavabo e uma pequena pia de água benta.                                                                                

Visita 360º.

IMG_6705.jpegIMG_6706 (1).jpegIMG_6714.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da LavagemPoço no Claustro do Cemitério, Fonte no Claustro de D. João III, Lavabo da Sacristia Nova.

21
Jun19

Poço no Claustro do Cemitério, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

O claustro do cemitérido foi mandado construir pelo Infante D. Henrique, entre 1420 e 1460, e é caracterizado pelos 20 arcos em ogiva que apresenta. Tem a marca de Fernão Gonçalves que trabalhou igualmente no Mosteiro da Batalha. Os capitéis dos arcos são todos decorados com motivos vegetalistas muito semelhantes entre si, mas sem que haja uma repetição do motivo.

O nome do claustro vem do facto de aqui se dar sepultura aos frades cavaleiros da Ordem de Cristo. Todo o chão está coberto de lajes sepulcrais. Esta funcionalidade do claustro perdurou nos séculos seguintes. Um poço, no meio de um arco, captava a água de uma pequena cisterna.

in, Arte Medieval

IMG_6676.jpegIMG_6678.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades: Poço da Cisterna da Lavagem, Poço do Claustro Norte, 

20
Jun19

Poço da Cisterna da Lavagem, Convento de Cristo, Tomar, Santarém

JL

Até à construção do Aqueduto dos Pegões, o abastecimento de água ao Convento de Cristo, e respectivos espaços exteriores, assentava totalmente no aproveitamento das águas das chuvas, com todos os inconvenientes inerentes ao arrastamento dos detritos acumulados nos telhados, águas essas que eram armazenadas nas inúmeras Cisternas existentes, quer no Castelo, quer no Convento, quer ainda nos seus espaços exteriores. Todas as novas construções foram construídas sobre cisternas, a saber: a Cisterna do Castelo  (século XII), a Cisterna do Pátio da Botica, a Cisterna do Jardim e as Cisternas dos Claustros do Cemitério e da Lavagem (todas do século XV) e as Cisternas dos Claustros da Hospedaria, da Micha e dos Corvos, e, por último, a Cisterna do Claustro das Necessárias, construídas já no século XVI.

No claustro da Lavagem a cisterna servia a cozinha e toda a ala das oficinas. De acordo com informação no local, era aqui que os serviçais procediam aos trabalhos domésticos e à lavagem dos hábitos. Deve ter sido edificado a mando do Infante D. Henrique, nomeado governador e administrador da Ordem de Cristo em 1420.

IMG_6661.jpeg

GPS: 39.6033665,-8.4186469

Outras fontes nas proximidades:  Poço no Claustro do Cemitério, Fonte no Claustro de D. João III, Lavabo da Sacristia Manuelina, Lavabo da Sacristia Nova, 

19
Jun19

Fonte de São Gregório, Tomar, Santarém

JL

1873 é a data gravada na pedra da fonte de São Gregório em Tomar, junto à capela com o mesmo nome e ao Hotel dos Templários.
Segundo a informação que consta numa placa no local, o chafariz original data de 1841 e é fornecido pela água da fonte de são Gregório, uma das sete fontes do primitivo abastecimento público da cidade.                                                                                                     in,Tomar na rede.

IMG_6628.jpeg

GPS: 39.6066661,-8.4150079
Outras fontes em Tomar: No Convento de Cristo, 

18
Jun19

Fonte junto à antiga cadeia, Constância, Santarém

JL

Até ao século passado, a existência de cadeias, nos municipios, dependia das câmaras municipais. Na maior parte dos casos, as cadeias funcionavam nos baixos dos Paços do Concelho ou de outros edifícios municipais. Noutras situações, bem mais raras, foram construídos edifícios expressamente para essa função. Foi o caso da Cadeia de Constância, que funcionou aqui, desde a primeira metade do século XVIII até 1914, altura em que, por se encontrar muito degradada foi vendida por 100 escudos! Atualmente, volta a ser pertença do município funcionando como espaço aberto e de cultura no centro histórico de Constância.

A fonte, ao seu lado, data de 1929.

IMG_6514.jpeg

GPS: 39.4747849,-8.3388247

Outras fontes em Constância: Neptuno.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D