Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fontes, bebedouros e chafarizes

Fontes, bebedouros e chafarizes

12
Jan21

Jogos de Água, Piazza Cavour, Como, Lombardia, Itália

JL

A nossa passagem por Como ocorreu num dia em que tínhamos uma viagem muito longa pela frente, com paragens em vários países pelo meio, e não queríamos que os planos derrapassem. Devido ao trânsito caótico que apanhámos, logo cedo, em Bellagio, estávamos um pouco receosos em conseguir cumprir tudo. Por isso, optámos por não parar em Como e seguir rapidamente para Lugano. Até porque este é um país para onde, volta e meia, vamos de férias...

Esta é a foto possível dos jogos de água que decoram a praça entre o lago e a catedral local. Não fosse a presença de uma patrulha de "Carabinieri" e ainda tentaríamos parar o carro, para uma foto sem o vidro a intrometer-se! 

IMG_4755

A vista, para quem chega vindo do norte do lago, é de cortar a respiração!

IMG_6824

(Fotografias de 2018)

GPS: 45.8131884,9.0809432

15
Jan19

Reservatório de Água Potável, Castelo Sforzesco, Milão, Itália

JL

Dentro de duas torres circulares do Castelo Sforzesco (datado do século XIV), a leste e a sul, existem dois reservatórios de água potável, construídos entre 1896 e 1904, considerados muito importantes na rede hidráulica milanesa, do início do século XX. A razão para a sua construção remonta às numerosas epidemias surgidas durante trinta anos, de 1870 a 1900, na Europa, das quais 70% eram causadas pela água. 

Uma curiosidade: o castelo, que juntamente com o Duomo são, atualmente, os dois monumentos mais queridos dos milaneses, foi, durante séculos um local odiado pela  população, em virtude do poder execrável exercido por quem mandava na cidade. De tal forma que, no início do século passado, discutia-se a sua destruição, de forma a eliminar essas más memórias... Felizmente, optaram pelo restauro. Contudo, durante a Segunda Guerra Mundial, vários bombardeamentos, danificaram-no fortemente.

IMG_9414IMG_9337

Outras fontes em Milão: Fonte do Tribunal Ducal do Castelo SforzescoFonte da Agulha, Linha e NóFonte dedicada a São Francisco de AssisFonte na Piazza FontanaFonte do Jardim da Porta VenezaFonte da Acqua MarsciaFonte os Montes, os Lagos e os Rios da Lombardia, ViúvasBanhos Misteriosos de ChiricoFonte dos Cláustros das Rãs, Fonte dos Tritões, Fonte de Água Benta, na Igreja de Santa Maria da Fonte, Fonte no Aquário Cívico de Milão.

14
Jan19

Fonte Apple, Milão, Itália

JL

Milão não é uma cidade de fontes! Se tivermos em conta a sua importância, ao longo dos tempos, e a comparação com outras localidades italianas, há poucas e, no geral, mal conservadas. Contam-se, facilmente, quantas são as antigas e as mais modernas nem sempre se apresentam bem cuidadas. Uma exceção é a que se encontra na Praça Liberty, talvez por ter sido inaugurada no verão de 2018, pouco antes de eu ter tido a oportunidade de a fotografar, ou por fazer parte de uma das lojas mais conceituadas do mundo. Na verdade, todo este espaço foi reinventado, de modo a criar a ilusão de uma típica praça italiana, com uma fonte ao centro, de frente para um anfiteatro, onde as pessoas podem descansar ou a assistir a espetáculos ao ar livre. Uma das entradas da loja faz-se pelo meio da fonte, dando-nos a sensação que nos molhar... 

IMG_9523IMG_9525IMG_9527

Outras fontes em Milão: Fonte do Tribunal Ducal do Castelo SforzescoFonte da Agulha, Linha e NóFonte dedicada a São Francisco de AssisFonte na Piazza FontanaFonte do Jardim da Porta VenezaFonte da Acqua MarsciaFonte os Montes, os Lagos e os Rios da Lombardia, Reservatório de Água Potável, ViúvasBanhos Misteriosos de ChiricoFonte dos Cláustros das RãsFonte dos TritõesFonte de Água Benta, na Igreja de Santa Maria da FonteFonte no Aquário Cívico de Milão.

13
Jan19

Fonte da Corte Ducal, Milão, Itália

JL
11
Jan19

Fonte no Aquário Cívico de Milão, Itália

JL

Localizado dentro do Parque Sempione, o Aquário Cívico de Milão é uma pequena jóia da Arte Nova, construída e inaugurada, em 1906, para a Exposição Internacional de Milão. Foi um dos poucos pavilhões que sobreviveu, após a referida Exposição, sempre em funcionamento, até 1943, altura em que foi severamente bombardeado, reabrindo 20 anos depois.

IMG_9383IMG_9380

Postal da época, retirado daqui:

1906_021.jpg

Outras fontes em Milão: Fonte do Tribunal Ducal do Castelo SforzescoFonte da Agulha, Linha e NóFonte dedicada a São Francisco de AssisFonte na Piazza FontanaFonte do Jardim da Porta VenezaFonte da Acqua MarsciaFonte os Montes, os Lagos e os Rios da Lombardia, Reservatório de Água Potável, ViúvasBanhos Misteriosos de ChiricoFonte dos Cláustros das RãsFonte dos TritõesFonte de Água Benta, na Igreja de Santa Maria da Fonte, Fonte Apple.

10
Jan19

Viúvas (Vedovelle), Milão, Itália

JL

Os "Vedovelle" são os típicos bebedouros de Milão, à semelhança dos Toreti de Turim e dos Nasoni, em Roma. São um dos símbolos de Milão, presentes em muitas praças, do centro e mesmo dos subúrbios. A origem do nome está ligado ao fio incessante de água que flui de sua torneira, semelhante ao grito de uma viúva inconsolável. A publicação que consultei começa por referir que Milão, "como qualquer cidade que se preze, também tem fontes cívicas, nas quais se pode beber de graça". Além deste nome, alguns bebedouros também são chamadas de "Dragão-verde".

O Vedovelle típico tem uma estrutura de ferro fundido e está pintado em verde escuro. Tem cerca de um metro e meio de altura e cinquenta centímetros de largura. É composto por uma torre quadrada, marcada com o emblema do Município de Milão, encimada por um pinhão. Na base, são equipados com uma bacia semicircular, usada para  pelos animais.

É difícil saber ao certo a sua origem. Contudo, diz a lenda que o primeiro foi instalado na Piazza della Scala no final dos anos 1920. No entanto, existem depoimentos fotográficos, datados do final do século XIX, que mostram a presença de uma menor, no mesmo local. De qualquer maneira, além de ser o mais antigo, é também o único feito de latão dourado e não em ferro fundido, como os restantes. É emoldurado por um elegante mosaico grego e tem uma boca de dragão, inspirada numa das gárgulas do Duomo.

Facilmente se nota que não têm torneira. É de realçar que a água não se desperdiça: à medida que cai, é encaminhada para a rega dos campos ao sul de Milão e dos jardins da cidade, através dos esgotos. Como a água está sempre a correr, a qualidade desta não se deteriora: a interrupção do fluxo, causaria a estagnação da água e contribuiria para a formação de flora bacteriana ao redor da torneira, pela qual a água flui.

Em 2010 foi feito um mapa de todos os Vedovelle. Atualmente, estão em funcionamento cerca de 565.

IMG_9468IMG_9345IMG_9543

IMG_9338

Outras fontes em Milão: Fonte do Tribunal Ducal do Castelo SforzescoFonte da Agulha, Linha e NóFonte dedicada a São Francisco de AssisFonte na Piazza FontanaFonte do Jardim da Porta VenezaFonte da Acqua MarsciaFonte os Montes, os Lagos e os Rios da Lombardia, Reservatório de Água Potável, Banhos Misteriosos de ChiricoFonte dos Cláustros das RãsFonte dos TritõesFonte de Água Benta, na Igreja de Santa Maria da FonteFonte no Aquário Cívico de Milão, Fonte Apple.

09
Jan19

Fonte da Praça Fontana, Milão, Itália

JL

Foi inaugurada a 15 de agosto de 1782, após 13 anos de trabalho causados ​​por dificuldades técnicas e inclinação insuficiente, o que levou a baixar a fonte em relação ao nível da estrada. Anteriormente, a área foi principalmente ocupada por mercado de vegetais - a famosa Verziere - que foi transferido para uma área não muito distante, a Rua Verziere (em português, pomar). Foi a primeira fonte pública em Milão, mandada construír por Maria Teresa da Áustria e projetada pelo Arquiteto Giuseppe Piermarini, o mesmo da fonte existente nas Portas de Veneza. A fonte é tão importante que a Praça acabou por tomar o seu nome

Apresenta uma estrutura neoclássica, com três cubas sobrepostas, em granito, e cerca de 20 metros quadrados. Duas sereias de mármore de Carrara, em cócoras, sobre golfinhos, "seguram" a base central. Os lados externos, da base inferior, são adornados pelas cabeças de quatro leões e é da boca deles que a água cai para quatro cubas circulares, no chão, adequadas aos animais. 

Situada numa das praças mais fascinantes de Milão, adjacente ao Duomo, acabou por sofrer um pouco com a sua localização privilegiada: no século passado, durante a segunda guerra mundial, vários bombardeamentos atingiram-na de forma dramática, bem como, em 1969, um grave atentado, levado a cabo por um grupo terrorista, matou dezassete pessoas e feriu mais de 80...

08
Jan19

Fonte dos Cláustros das Rãs, Milão, Itália

JL

Na Igreja de Santa Maria da Graça, de 1482, onde se encontra uma das obras mais famosas de Leonardo da Vinci, a "Última Ceia de Cristo", há um claustro também famoso, conhecido como o "claustro das rãs" em homenagem à fonte circular colocada no centro e decorada com quatro rãs, de bronze,  que jorram água, pela boca. O espaço, situado na parte de trás da igreja, é da autoria de Bramante, um arquiteto renascentista autor de várias obras, no país. 

Igreja e cláustro estão, desde 1980, incluídas na Lista do Património Mundial da UNESCO, como um dos maiores testemunhos da arte renascentista.

IMG_9550IMG_9552IMG_9553Outras fontes em Milão: Fonte do Tribunal Ducal do Castelo SforzescoFonte da Agulha, Linha e NóFonte dedicada a São Francisco de AssisFonte na Piazza FontanaFonte do Jardim da Porta VenezaFonte da Acqua MarsciaFonte os Montes, os Lagos e os Rios da Lombardia, Reservatório de Água Potável, ViúvasBanhos Misteriosos de ChiricoFonte dos TritõesFonte de Água Benta, na Igreja de Santa Maria da FonteFonte no Aquário Cívico de Milão, Fonte Apple.

Replicação

Todas as imagens que utilizo neste blogue são da minha autoria. Os textos podem ser reproduzidos, desde que seja referenciada a origem e a autoria dos mesmos.

Pesquisar

Mensagens

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2003
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2002
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2001
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2000
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1999
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1998
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1997
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1996
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 1995
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D